Seis Ilhas da União Europeia publicam Agendas de Transição para a Energia Limpa, colocando os cidadãos em primeiro lugar

As Agendas de Transição aparecem numa altura em que os decisores políticos de todo o mundo se preparam para discutir as ações climáticas adequadas na  próxima Conferência Anual das Alterações Climáticas (COP25), em Madrid. 

2022-10-22
Split/Hvar, Croácia, 20 de Novembro de 2019 - Seis ilhas Europeias publicaram hoje as suas Agendas de Transição para a Energia Limpa, ao dar um passo firme no sentido de descarbonizar os seus sistemas de energia, com o foco no envolvimento dos cidadãos. Selecionados pela Iniciativa Energia Limpa para Ilhas da UE, da Comissão Europeia, em Fevereiro de 2019, as Ilhas Aran (Irlanda), arquipélago de Cres-Losinj (Croácia), Culatra (Portugal), La Palma (Espanha), Salina (Itália) e Sifnos (Grécia) desenvolveram caminhos de descarbonização adaptados às suas necessidades e recursos individuais nos últimos nove meses.
As seis Agendas de transição para energia limpa são publicadas no contexto do 4º Fórum sobre energia limpa para as ilhas da UE, que decorre em Split e Hvar, Croácia, onde as partes interessadas pertencentes às comunidade das ilhas da União Europeia (UE) se reúnem de 20 a 22 de Novembro para discutir caminhos de transição, tecnologias e oportunidades para envolver ativamente os cidadãos.
A Diretora-Geral de Energia da Comissão Europeia, Ditte Juul-Jørgensen, disse: “Graças à evolução da tecnologia, o potencial para reduzir os custos de energia nas ilhas e avançar para a autonomia energética nunca foi tão grande. Estabelecida no contexto do Pacote Energia Limpa para todos os Europeus, a Iniciativa Energia Limpa para Ilhas da UE é criada para auxiliar e acelerar esse processo. Além disso, as ilhas podem ser faróis para a ação climática global. Seja através de mais energia eólica, renovação de habitações, movendo-se em direção à mobilidade elétrica, descarbonizando o transporte marítimo ou implementando opções para água quente e aquecimento doméstico com origem em energia renovável, as soluções de descarbonização mostradas por estas seis ilhas piloto levar-nos-ão a uma maior eficiência energética, mais energia renovável e a vias de baixo carbono .

Alguns destaques destas Agendas:
· A ilha da Culatra, Portugal, trabalhará para o autoconsumo de energia 100% renovável, que será propriedade da comunidade local.
· O arquipélago de Cres-Lošinj,  Croácia, visa descarbonizar completamente o seu sistema energético até 2040. Isso será feito, em parte, através de parques solares detidas pela comunidade.
· As Ilhas Aran, Irlanda, irão instalar unidades que produzem energia eólica detidas pela comunidade, assim como renovar habitações e implantar bombas de calor ou outras fontes de energia renovável para obter água quente sanitária e aquecimento ambiente.
· Salina, Itália, visa aumentar a consciencialização pública sobre energia e sobre o meio ambiente. Salina irá descarbonizar as suas unidades de produção de energia, irá mudar para 100% de mobilidade elétrica/híbrida na ilha, bem como aumentar a eficiência dos seus edifícios e descarbonizar o seu transporte marítimo.
· La Palma, Espanha, visa a descarbonização total e a auto-suficiência no setor da energia. A equipa de transição da ilha irá focar-se na construção de um sistema de energia resiliente, envolvendo ativamente as mais de 100 associações locais que se comprometeram a apoiar a transição da ilha.
· Sifnos, Grécia, pretende tornar-se 100% renovável e auto-suficiente e desenvolveu uma série de caminhos que a ilha pode seguir para alcançar esse objetivo. Quaisquer instalações serão propriedade da comunidade local e de investidores privados.

Foram co-autores das Agendas de Transição das ilhas tanto as equipas de transição das ilhas assim como o Secretariado de Energia Limpa para Ilhas da UE. Com ajuda destas Agendas, estas seis ilhas irão nos próximos meses aperfeiçoar o desenvolvimento do projeto e fortalecer as suas estratégias de envolvimento da comunidade local. Várias outras ilhas da UE estão atualmente em processo de desenvolvimento das suas próprias agendas de transição para energia limpa e irão publicá-las no próximo ano. 

As Agendas de Transição para a Energia Limpa podem ser consultadas aqui: https://euislands.eu/eu-islands-publish-clean-energy-transition-plans 
A Agenda da Culatra pode ser consultada aqui: https://bit.ly/332YRw4

 Sobre a Iniciativa Energia Limpa para Ilhas da UE
Como parte do pacote da UE, Energia limpa para todos os Europeus, a iniciativa Energia limpa para ilhas da UE fornece uma estrutura de longo prazo para ajudar as ilhas a produzir a sua própria energia sustentável e de baixo custo. A iniciativa Energia Limpa para Ilhas da UE foi lançada em maio de 2017 em Malta, quando a Comissão Europeia e 14 países da UE (Croácia, Chipre, Dinamarca, Estónia, Finlândia, França, Alemanha, Grécia, Irlanda, Itália, Malta, Portugal, Espanha, e Suécia) assinaram uma Declaração Política para a descarbonização das ilhas da UE.

Sobre o Secretariado de Energia Limpa para as Ilhas da UEO Secretariado de Energia Limpa para Ilhas da UE fornece orientações abrangentes a todas as ilhas sobre como iniciar e desenvolver a transição para a energia limpa através do envolvimento das partes interessadas, apoio na preparação de agendas de transição, capacitação, apoio técnico no desenvolvimento de projetos e planos financeiros, bem como oportunidades de criação de redes e comunidades.
www.euislands.eu 

Ler Mais

  • Compra de excedentes de UPAC

    FORMULÁRIO PARA VENDER A SUA ENERGIAA compra do excedente será feita a preço indexado, cuja fórm...

    2024-04-29Notícias