A Coopérnico levou ao município de Ílhavo o primeiro investimento de autoconsumo coletivo para a comunidade

Num esforço pioneiro, a Coopérnico, primeira cooperativa de energias renováveis de Portugal, juntamente com a Câmara Municipal de Ílhavo, apresenta um projeto inovador para democratizar a produção de energia renovável. Com mais de 2 milhões de euros em investimento já alcançados, a Coopérnico oferece aos munícipes de Ílhavo a oportunidade de se tornarem proprietários da energia renovável gerada no seu próprio concelho.

A Coopérnico, cooperativa de energias renováveis, atingiu recentemente um marco significativo com mais de 2 milhões de euros de investimento em produção renovável, impulsionados pelos seus cooperantes. Agora, em parceria com a Câmara Municipal de Ílhavo, a Coopérnico lança um projeto revolucionário no âmbito do programa COMSOLVE, que visa a instalação de um sistema fotovoltaico para partilha de energia. Este sistema será disponibilizado para investimento pelos residentes de Ílhavo, permitindo que se tornem proprietários da produção de energia renovável no seu concelho.

Ana Rita Antunes, coordenadora executiva da cooperativa, explica: "A ideia é simples. Queremos que os cidadãos sejam os donos da produção de energia renovável instalada no concelho onde vivem. Para que isso aconteça, é preciso que sejam os próprios a investir."

A Câmara Municipal de Ílhavo está empenhada em envolver ativamente a comunidade local na transição energética, permitindo a instalação de produção própria de energia renovável. Pretende-se que Ílhavo participe ativamente na transição energética, instalando produção própria de energia renovável. Vamos chamar os munícipes de Ílhavo a investirem na energia que vai ser produzida no nosso concelho pois sabemos que este é um modelo inovador em Portugal, mas que já se faz no resto da Europa."

Os munícipes de Ílhavo interessados em investir devem tornar-se membros da Coopérnico, a comunidade de energia de cidadãos que investe em produção renovável em Portugal desde 2013. Além disso, pretende-se dinamizar a criação de uma comunidade de energia local para que os futuros investimentos em Ílhavo sejam liderados por essa comunidade.

“O que queremos que aconteça é que nos próximos investimentos no Concelho de Ílhavo, já exista uma comunidade de energia local, que abra o investimento aos próprios munícipes. A Coopérnico, promove a participação ativa de cidadãos e empresas na transição energética. Investir na produção de energia acelera a democratização do sistema energético, onde os cidadãos são donos da energia que produzem”, acrescenta Ana Rita Antunes

Sobre o projeto ACC COMSOLVE

O projeto "ACC COMSOLVE" representa um passo significativo na direção do Autoconsumo Coletivo (ACC) e será implementado no âmbito do projeto piloto P2020 COMSOLVE, que integra veículos elétricos no concelho de Ílhavo. Inicialmente, será instalado um ACC com capacidade de 117,3 kWp na cobertura do edifício dos Paços do Concelho, que partilhará energia entre o Edifício Paços do Concelho e a Casa da Cultura de Ílhavo. Este sistema irá gerar anualmente cerca de 170 729 kWh de energia, contribuindo para uma redução de aproximadamente 56% no consumo anual de energia desses dois edifícios.

Este projeto abre a dia 18 de outubro pelas 18h30 e dará prioridade de investimento, em primeiro lugar, aos cooperantes residentes em Ílhavo e, só depois, aos restantes membros da Coopérnico. Consulte a ficha do projeto aqui

Uma sessão de esclarecimento online está agendada para o mesmo dia e hora, destinada aos cidadãos de Ílhavo e a todos os interessados. Esta sessão proporcionará informações detalhadas sobre o investimento e esclarecerá dúvidas em direto aos participantes. Inscreva-se aqui